segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Altos e baixos...

( Mais uma contribuição da Julia )

Chega a ser engraçado essa coisa de viver.
Há tantas e tantas mudanças.
Um dia a gente pensa de um jeito, no outro, tudo muda.
Tem doce que a gente gosta, gosta, mas depois abusa.
Tem pessoas que a gente dá até a vida por elas e, de repente, elas já não valem tanto assim.
Tem caminho que parece o certo, e depois nos damos conta que era apenas ilusão.
Tem coisas que entram na moda, e que de tão feio você diz que nunca irá usar, mas sem querer, a gente usa e ainda se sente bem.
Tem coisas que a gente começa acreditando que é pra sempre, mas em um piscar de olhos, o sempre se torna um simples ponto final.
Tem coisa que surge e tem cara de fogo-de- palha, mas que vem pra ficar, que se transforma em chama que não apaga, que não morre, que não tem fim.
Desconheço as certezas, mesmo precisando delas. Mas hoje eu só quero sentir.
Perceber que tudo em minha volta é metamorfose, até mesmo eu.
E eu já não sou a mesma, mas permaneço em mim. Intacta, profunda, intensa.
De forma exata não sei explicar o cenário, o texto e o elenco. Mas tem gosto, temperatura e um Tum-tum-tum diferente.
Que caminho seguir, eu não sei, que decisão tomar, também não.
Mas minha alma tem balança, e eu sei o que ta pesando.
Um dia, ou eu saio de cima do muro ou ele desaba.
Só me resta descobrir pra que lado se deve pular.
As respostas vêem com o tempo, isso eu sei também.
Enquanto isso, assim vou eu, oscilando, nesse vai e vem de sensações. Alcançando sonhos, tatuando alegrias no coração.
Que é pra nunca mais esquecer que felicidade de verdade não é uma possibilidade. É uma certeza.
Maria Julia

Sem comentários:

Ocorreu um erro neste dispositivo