segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Dias...

Ontem casualmente encontrei a minha querida Julia, entre uma palavrinha e outra pedi a ela um texto para publicar no blog e ela logo se prontificou de me enviar e cá está mais um texto para partilhar com vocês... E fiquem atentos por que trarei mais alguns...
Tem dias que a gente fica assim, recolhida no nosso canto.
E o nosso coração interagindo com os pensamentos, com a razão e com tudo mais.
Talvez esse seja o modo que eu encontrei para poder esvaziar-me. Sim, de mim mesma.
Por vezes, é preciso. Vez em quando, se faz necessário. E é.
Hoje me bateu uma saudade que eu nem sei explicar de quê.
Não sei se é de algo, se é de um tempo, se é de alguém, ou se é do que virá. Não sei. Mas bateu.
Uma saudade que tem um perfume que só a alma reconhece. Tem cheiro de flor, sincronia de borboletas e som de pássaros. A vida nos trás surpresas bonitas. Sutilezas. Coisas inesperadas que entram no nosso caminho e a gente nem entende o por quê, mas que tem muito coração. Depois percebemos a importância, o significado e as razões. Depois.
Bem.. por enquanto, vou encostar minha cabeça no travesseiro e continuar a pensar... e por que não, sonhar? Quem sabe eu não encontre explicações, respostas e alguma coisa nova que soe como melodia dentro de mim. Quem sabe eu não amanheça sorrindo. Quem sabe.

Julia
18.05.2010

1 comentário:

Rodrigo Rocha disse...

Paula passei para conhecer seu blog ele é not°10, show, fantástico muito maneiro com excelente conteúdo você fez um ótimo trabalho desejo muito sucesso em sua caminhada e objetivo no seu Hiper blog e que DEUS ilumine seus caminhos e da sua família
Um grande abraço e tudo de bom

Ocorreu um erro neste dispositivo